25 C
Castelo Branco
Sábado, Setembro 30, 2023
No menu items!
InícioNacionalAprovados 4,5M€ para turismo nos concelhos da Serra da Estrela, Sicó e...

Aprovados 4,5M€ para turismo nos concelhos da Serra da Estrela, Sicó e Agroal

Foram já assinados os contratos referentes aos primeiros 8 projetos apoiados ao abrigo da linha – Regenerar e Valorizar Territórios – Incêndios 2022, os quais correspondem a um investimento total de 4,5 milhões de euros e a um incentivo global de 3,8 milhões de euros.

Gouveia, Manteigas, Celorico da Beira, Covilhã, Guarda, Seia, Alvaiázere, Ansião e Ourém são os concelhos abrangidos.

No âmbito do Programa Transformar Turismo, o Governo lançou, no início do ano, uma linha de apoio exclusivamente destinada aos concelhos afetados pelos incêndios de 2022.

Regenerar e Valorizar Territórios – Incêndios 2022 – foi uma medida extraordinária que pretendeu fortalecer a resiliência e a competitividade nos 14 concelhos afetados pelos incêndios de 2022 – Celorico da Beira, Covilhã, Gouveia, Guarda, Manteigas, Seia, Carrazeda de Ansiães, Mesão Frio, Murça, Vila Real, Albergaria-a-Velha, Alvaiázere, Ansião e Ourém.

Esta linha destina-se a financiar projetos em rede que visem o desenvolvimento de produtos turísticos e a regeneração e revitalização dos ecossistemas e comunidades relacionados com a atividade turística.

Estes projetos têm, na sua génese, o desenvolvimento de produtos turísticos endógenos e a implementação de ações de prevenção e mitigação do potencial de risco em espaços turísticos.

Entre as iniciativas a desenvolver, no âmbito dos contratos hoje assinados, destacam-se:

  • a criação da Rede Cultural e Criativa da Guarda ligada ao turismo cultural e criativo baseado nas artes e ofícios tradicionais da região (promotores: Município da Guarda, Freguesia de Aldeia Viçosa, a Freguesia de Jarmelo São Pedro, a ADIRAM – Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede de Aldeias de Montanha, a Freguesia de Aldeia do Bispo e a Freguesia de Videmonte);
  • a promoção de uma nova oferta literária em Gouveia baseada na vida e obra de Vergílio Ferreira (promotor: Município de Gouveia);
  • a implementação de um Outdoor Center no Sicó direcionado para atividades de turismo de natureza (promotores: Município de Alvaiázere e Município de Ansião);
  • a criação de uma Rede de Conhecimento, Visitação e Cocriação Comunitária, envolvendo 34 Aldeias de Montanha, assegurando a valorização económica sustentável do património cultural e sustentável dessas aldeias (promotor: ADIRAM – Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede de Aldeias de Montanha);
  • o estabelecimento de uma Rota da Lã, a desenvolver pela Universidade da Beira Interior no âmbito do turismo industrial (promotor: Universidade da Beira Interior);
  • o lançamento de uma campanha de promoção turística da Serra da Estrela (promotor: Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela);
  • o lançamento do projeto Estrela Green Hub que visa uma oferta diferenciada, na floresta, conjugando produtos de natureza e saúde e bem-estar (promotores: Município de Manteigas e Associação Geopark Estrela);
  • a valorização turística dos ativos naturais e paisagísticos diferenciadores do Agroal, no concelho de Ourém, designadamente, o Parque Natureza do Agroal e a praia fluvial do Agroal, promovendo o incremento das condições de fruição da praia e da piscina ao nível da segurança e da acessibilidade (promotores: Município de Ourém e ACISO – Associação Empresarial Ourém – Fátima).

Estes apoios vêm reforçar e complementar os apoios do Programa Transformar Comércio, no âmbito do qual foram aprovadas 330 candidaturas de estabelecimentos de comércio a retalho, detidos por micro e pequenas empresas, nos concelhos localizados no Parque Nacional da Serra da Estrela com o objetivo de promover o comércio de proximidade, setor muito relevante para alavancar do turismo nesta região.

O apoio financeiro concedido no âmbito deste programa ascende a 2 milhões de euros, tendo já sido feitos pagamentos de 50% do incentivo aprovado.

Para o Secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, «é fundamental que existam apoios para o comércio e para o turismo nos territórios atingidos pelos incêndios de 2022, não esquecendo os territórios e as suas pessoas. O Governo comprometeu-se a apoiar e está a cumprir e a realizar, com ações concretas, no terreno, que fazem a diferença na vida dos cidadãos, dos empresários e dos próprios territórios, contribuindo para a sua salvaguarda, valorização e promoção».

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: