27.2 C
Castelo Branco
Domingo, Agosto 14, 2022
No menu items!
InícioCulturaObra sobre Abílio Marçal apresentada na Assembleia da República

Obra sobre Abílio Marçal apresentada na Assembleia da República

A Biblioteca Passos Manuel na Assembleia da República, em Lisboa, acolheu a apresentação da obra «Abílio Marçal: Um Republicano das Beiras; O Homem, o Político e a Obra» da autoria de Pedro Marçal Vaz Pereira.

A cerimónia de apresentação decorreu a 22 de junho e contou com intervenções de Adão Silva, vice-presidente da Assembleia da República, Carlos Miranda, presidente da Câmara da Sertã, António Simões, presidente do Clube Bonjardim, Guilherme d’Oliveira Martins, que assina o prefácio, e do autor do livro Pedro Marçal Vaz Pereira.

Adão Silva, vice-presidente da Assembleia da República, destacou “o labor” daquela “monumental obra sobre o Deputado Abílio Marçal, que viveu num tempo de grandes vicissitudes e grandes atribulações, que se notabilizou em Lisboa, fazendo um percurso institucional relevante (…) e fez história no tempo dele”.

António Simões, Presidente do Clube Bonjardim, referiu-se àquele “momento feliz que finalmente se concretiza”, evocando-se “a alma mater do Clube Bonjardim e do teatro em Cernache, e se faz justiça a um homem que muito deu à sua terra e à região. Abílio Marçal foi um homem excepcional no seu tempo.”

O presidente do Clube Bonjardim finalizou enaltecendo o contributo de Pedro Marçal Vaz Pereira com as diversas obras publicadas.

Carlos Alberto de Miranda, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, referiu-se a Abílio Marçal como “uma das figuras maiores do concelho da Sertã, estando o seu nome indelevelmente ligado à nossa memória colectiva, figurando naquela galeria de homens e mulheres, cuja ação foi determinante, não apenas na sua região de origem, mas em todo o território português”.

O autarca destacou o papel fundamental que Abílio Marçal teve no país durante o período da primeira república, tendo um “percurso de vida exemplar e uma obra ímpar.

Soube perceber o seu tempo, antecipando as novas tendências políticas, que então se perfilavam no horizonte.” Fez “ da política uma das mais nobres artes ao serviço do desenvolvimento da sociedade.”

Carlos Alberto de Miranda aproveitou o momento para homenagear o trabalho realizado por Pedro Marçal Vaz Pereira e a sua capacidade de nos legar uma obra que será uma referência obrigatória (…) para investigadores e para o público.

”Destacou o papel do Clube Bonjardim ao longo da sua história na defesa da cultura e participação cívica que, com a co-edição deste livro, à semelhança do que fez com outros, vem engrandecer mais uma vez o nosso património local.”

O autarca deixou também uma palavra ao seu antecessor, José Farinha Nunes, “pela decisão de apoiar a edição da obra, associando a Câmara Municipal da Sertã a este projecto tão meritório”.

Agradeceu também à Presidência da Assembleia da República por acolher a apresentação daquele livro que “arranca Abílio Marçal a um certo esquecimento a que estava votado, sendo possível homenageá-lo convenientemente e justamente”.

Bilhete postal exposto na Biblioteca Passos Manuel na Assembleia da República, em Lisboa

No decorrer da sessão foi lançado o bilhete-postal de correio alusivo a Abílio Marçal, sendo obliterado e assinado por todos os membros da mesa e por João Caboz Santana, Diretor Institucional e Internacional dos CTT.

Regularmente, “os CTT escolhem emissões de selos e postais de cada ano para comemorar eventos que consideram extraordinários na história e cultura nacionais, dando cumprimento ao estatuto do selo postal português.”

O bilhete-postal lançado homenagem “um homem que foi uma das principais figuras da Primeira República Portuguesa e um dos homens mais influentes na política do nosso país no início do século XX”, referiu João Caboz Santana.

Guilherme d’Oliveira Martins, Presidente das Comemorações do Bicentenário do Constitucionalismo Português da Assembleia da República e autor do prefácio do livro, aludiu à centralidade de Cernache do Bonjardim e da Sertã, evocando a importância de personalidades como Nuno Álvares Pereira/São Nuno de Santa Maria, Padre Manuel Antunes e Abílio Marçal.

Destacou o “percurso deste cidadão republicano” como sendo “o percurso da cidadania do seu tempo”.

Foi um “ativo cidadão, como membro do partido progressista, que reflectiu profundamente sobre a participação cívica” e a sua importância.

“O seu republicanismo foi natural, representando os cidadãos das beiras e da Sertã”.

Destacou a fraternidade de Abílio Marçal e a sua ligação à sociedade e ao país real, considerando-o um cidadão exemplar.

Artur Marçal Vaz Pereira, autor do livro, apresentou em resumo “o muito que fez Abílio Marçal”, seu bisavô e “político do século XX e tantas vezes tão presente no século XXI”.

O livro apresenta “o enorme e incansável trabalho que este republicano das beiras desenvolveu e, se mais não fez, foi porque não teve tempo para o fazer”.

Da autoria de Pedro Marçal Vaz Pereira, a obra «Abílio Marçal: Um Republicano das Beiras; O Homem, o Político e a Obra» é uma co-edição da Câmara Municipal da Sertã e do Clube Bonjardim.

Abílio Marçal (1867-1925) foi um proeminente político republicano.

Eleito deputado em quatro legislaturas, chegou a presidente da Câmara dos Deputados em 1920.

Homem influente a nível local, desempenhou funções na presidência da Câmara Municipal da Sertã e da Administração do Concelho, tendo ficado associado à concretização de muitas obras.

Esteve sempre muito ligado à vida do Instituto de Missões Coloniais (Seminário das Missões), de que foi diretor e grande entusiasta.

 

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: