18.8 C
Castelo Branco
Domingo, Junho 13, 2021
No menu items!
InícioNacionalPolitécnico de Castelo Branco aposta na Eficiência Energética

Politécnico de Castelo Branco aposta na Eficiência Energética

O Instituto Politécnico de Castelo Branco tem em curso 3 projetos que irão melhorar a qualidade energética e ambiental dos seus edifícios, através da redução do consumo de energia e subsequente redução das emissões de CO2.
O projeto visa a implementação de medidas de eficiência energética numa infraestrutura pública em funcionamento da Administração Central do Estado, contribuindo desta forma para a execução do Programa de Eficiência Energética na Administração Pública “ECO.AP” e do Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética – PNAEE.
Nesta fase serão intervencionados os edifícios dos Serviços Centrais e da Presidência, a Escola Superior de Educação e o Centro de Formação de Formadores da Escola Superior Agrária, num investimento que supera os 800.000€, financiados no âmbito do Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos – POSEUR, que tem como objetivo a concessão de apoio à eficiência energética, à gestão inteligente da energia e à utilização das energias renováveis nas infraestruturas públicas, nomeadamente nos edifícios públicos, e no setor da habitação.

Serviços Centrais da Presidência do IPCB

A intervenção nos Serviços Centrais e da Presidência do IPCB prevê a substituição do sistema de iluminação por luminárias LED, a instalação de um motor de alta eficiência para o sistema de climatização, a instalação de uma unidade de auto-produção com base em energias renováveis (fotovoltaico) e ainda a colocação de isolamento térmico no edifício, diminuindo as trocas térmicas e patologias construtivas.
Na Escola Superior de Educação será substituída a iluminação por iluminação eficiente, efetuada a instalação de equipamentos eficientes, substituída a caixilharia e ainda instalada uma unidade de autoconsumo com base num sistema fotovoltaico.
Já no Centro de Formação de Formadores da Escola Superior Agrária será efetuada a substituição do sistema de iluminação por luminárias LED, colocado isolamento térmico que irá contribuir para a diminuição das trocas térmicas e patologias construtivas e ainda instalada uma unidade de autoconsumo com base num sistema fotovoltaico.
Centro de Formação de Formadores da ESA

A implementação deste projeto permitirá no primeiro ano uma diminuição estimada das emissões de gases com efeito de estufa de 200 toneladas de CO2 equivalente.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: