18.8 C
Castelo Branco
Sexta-feira, Setembro 24, 2021
No menu items!
InícioNacionalOrçamento Suplementar: Hortense Martins destaca reforço financeiro para a saúde pública e...

Orçamento Suplementar: Hortense Martins destaca reforço financeiro para a saúde pública e necessidade de boa cobertura territorial

A vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS Hortense Martins defendeu esta quarta feira a importância do reforço financeiro para a saúde pública previsto no Orçamento Suplementar, aprovado na generalidade na Assembleia da República, considerando que “não pode haver saúde da economia se não houver uma boa saúde dos nossos concidadãos”.  

“Este orçamento traz-nos mais 500 milhões de euros que acrescem ao orçamento inicial dos 941 milhões de euros que o Orçamento de Estado de 2020 já continha”, frisou Hortense Martins no debate da proposta do Governo em que questionou o novo Ministro das Finanças João Leão, sublinhando que esta nova dotação orçamental “tem as respostas que o país precisa” não só no âmbito do combate à pandemia de Covid-19, mas também “para a saúde dos portugueses”.

A deputada recordou que o “Programa de Saúde para 2020 terá o montante muito relevante de 11.730 milhões de euros” .

O aumento de verbas para a saúde pública será “não só a nível do reforço dos equipamentos, mas também para a necessidade da melhoria do acesso à saúde, para retoma da atividade assistencial,  o aumento das consultas hospitalares, o aumento das cirurgias e também evidentemente  no acesso à oncologia”, explicou a deputada, que recordou que as prioridades foram definidas pelos médicos, nesta como noutras especialidades, “para que ninguém que precisasse de uma consulta tivesse que faltar a essa consulta”. Hortense Martins acusou ainda o PSD de tentar confundir os portugueses acerca de questões demasiado importantes na área da saúde, como o acesso às consultas ou cirurgias em oncologia.

“A verdade é que este orçamento tem o reforço destas consultas, mas também tem o reforço da medicina intensiva, dos medicamentos e de mais vacinas, sendo que Portugal ainda recentemente reforçou o seu Plano Nacional de Vacinação”, apontou, frisando que o documento contempla também “a valorização dos profissionais do Serviço Nacional de Saúde”, com a admissão de “mais três mil profissionais que vão ficar adstritos ao SNS e assim reforçarão a resposta”.

Recordando que a crise provocada pela situação de pandemia “se alastrou à economia”, Hortense Martins defendeu que a proposta de Orçamento Suplementar apresentada pelo Governo  “é a resposta que era necessário dar aos portugueses ao nível de uma prestação de melhores cuidados de saúde, mas também para a resposta a esta crise de saúde pública”.

“E nós sabemos que não pode haver saúde da economia se não houver uma boa saúde dos nossos concidadãos”, afirmou a deputada do PS, considerando que “o caminho é reforçar o Serviço Nacional de Saúde para com isso voltarmos a ter o crescimento da nossa economia e do emprego”.

Já na audição na especialidade com a equipa governamental da Saúde, na  Comissão de Orçamento e  Finanças, a Vice-Presidente da bancada do PS relevou o esforço que Portugal desenvolveu no combate a esta pandemia e lembrou a necessidade de que as respostas sejam não só eficazes e rigorosas, mas que também tenham em conta as necessidades efetivas para melhor cobertura em termos territoriais.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: