29.4 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Agosto 4, 2021
No menu items!
InícioCulturaCovid-19: Festival de cinema IndieJúnior adiado para maio

Covid-19: Festival de cinema IndieJúnior adiado para maio

O Festival Internacional de Cinema Infantil e Juvenil do Porto IndieJúnior vai acontecer entre 19 e 23 de maio, com o programa escolar a decorrer ao longo deste mês e do próximo numa plataforma ‘online’, anunciou hoje a organização.

De acordo com um anúncio feito pelo porta-voz do Governo do Burkina Faso, Ousseni Tamboura, no final do Conselho de Ministros do país, foi decidido “que a 27.ª edição” do Fespaco “será realizada de 16 a 23 de outubro, em Ouagadougou”.

O festival ganha assim uma nova data oficial, depois de, em janeiro, o executivo ter anunciado o adiamento do Fespaco ‘sine die’ devido à covid-19.

“A implementação de todas as atividades desta 27.ª edição da Fespaco terá de ter em conta as medidas de contenção”, sublinhou Tamboura, que acrescentou que o festival de cinema ocorrerá ao mesmo tempo que o Mercado Internacional do Cinema e do Audiovisual (Mica), noticia a agência France-Presse (AFP).

A ministra da Cultura, Elise Thiombiano, apontou que há um esforço em conjunto com o Ministério da Saúde para “assegurar que tudo seja implementado para ser possível cuidar de todos os festivaleiros”.

“Em relação à situação da covid-19, convidámos poucas pessoas — cerca de 150, face às 700 da última edição”, disse a ministra, observando que a cerimónia de abertura decorrerá no Palácio do Desporto, uma sala na capital do país com capacidade para 5.000 pessoas, em vez de ser no estádio municipal Joseph Conombo, com 25.000 lugares.

Sobre o festival, a ministra disse que a organização recebeu até agora 900 filmes provenientes de 28 países. Das entradas registadas, 71 são de produção nacional do Burkina Faso.

O Fespaco, principal festival de cinema em África, realiza-se de dois em dois anos em Ouagadougou, capital do Burkina Faso.

Estima-se que o orçamento para a realização deste ano do Fespaco custe dois mil milhões de francos CFA (cerca de três milhões de euros), cuja edição agora marcada para outubro tem como tema “Cinema de África e Diáspora: novos talentos, novos desafios”.

No festival, os filmes concorrentes tentam alcançar o Garanhão de Ouro.

Desde 1969, data da sua criação, o Fespaco tem reunido em Ouagadougou dezenas de milhares de espetadores e atores do mundo cinematográfico.

O Fespaco é um dos principais acontecimentos que colocam no panorama cultural global o Burkina Faso, um país que desde 2015 é afetado por uma espiral do ‘jihadismo’ sub-regional.

No Burkina Faso, em particular no norte e leste do país, ocorrem ataques quase diários de grupos extremistas islâmicos, inicialmente confinados ao norte, mas que nos últimos anos têm expandido a sua área de ação.

O Burkina Faso registou até agora 12.845 casos oficiais de covid-19, incluindo 150 mortes.

De acordo com os dados mais recentes do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infetados neste continente desde o início da pandemia é de quase 4, 3 milhões e perto de 115 mil mortes.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.853.908 mortos no mundo, resultantes de mais de 131,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um coronavírus (SARS-CoV-2) detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: