18.9 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Outubro 28, 2021
No menu items!
InícioCulturaPrimeiro Festival Internacional de Ciência em Portugal é dedicada à arte

Primeiro Festival Internacional de Ciência em Portugal é dedicada à arte

Concertos, circo contemporâneo, palestras, exposições e cinema são algumas das propostas do primeiro Festival Internacional de Ciência em Portugal, que durante seis dias oferece mais de mil horas de programação científica, cultural e artística, em Oeiras.

De 12 a 17 de outubro, os Jardins e Palácio Marquês de Pombal, em Oeiras, recebem a edição pioneira de um festival internacional de ciência (FIC.A), com um programa totalmente gratuito – dividido entre auditórios, cinema, espaço literário, áreas expositivas ou dedicadas ao desporto e uma zona gastronómica -, que inclui ainda uma programação educativa, preparada para receber 20 mil alunos e contribuir para a sua educação e cultura científica, segundo a organização.

Trata-se de uma “iniciativa diferente”, um “festival inspirado na tradição britânica dos festivais de ciência e que se distingue dos modelos a que estamos habituados pela interatividade”, disse à Lusa Rúben Oliveira, diretor científico da Senciência, empresa que organiza o evento.

É na sua essência um festival, porque não tem apenas um programa científico e tecnológico, mas também um programa cultural e artístico, que o torna numa “verdadeira celebração da ciência, que é o que se pretende”.

Entre as propostas para esses dias, Rúben Oliveira destaca a participação do biólogo norte-americano Thomas Lovejoy, que faz investigação na Amazónia há mais de 50 anos e é considerado o pai da diversidade biológica, “um nome que aprece nos manuais e livros de história sobre ecologia e biodiversidade”.

“Temos Timothy Caulfield [investigador canadiano] que se dedica à ética na saúde e tem trabalhado muito a temática da desinformação na saúde, que se acentuou com a pandemia, e queríamos que este fosse um tema em destaque no festival”, sublinhou.

Em termos de arte, o diretor do festival destaca um concerto de noiserv à noite, com o habitual espetáculo de luz e performance musical associada a “muita tecnologia”.

“Vamos ter circo também, a partir de um projeto europeu que será implementado em Portugal pela Magda Clan, que é uma companhia de circo contemporâneo italiana, em parceria com o Chapitô”, acrescentou.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: