11.1 C
Castelo Branco
Terça-feira, Maio 24, 2022
No menu items!
InícioNacionalISEC e Lusófona criam centro de I&D para gestão e manutenção...

ISEC e Lusófona criam centro de I&D para gestão e manutenção industrial

Resultante de uma cooperação com vários anos, as duas instituições de ensino superior vão unir-se para criar um novo centro de I&D com dois polos: um em Lisboa e outro em Coimbra. Uma das principais linhas de investigação e desenvolvimento incidirá na gestão de ativos físicos – “área especialmente importante para o desempenho de qualquer empresa e, em particular, para as organizações com grandes investimentos neste tipo de ativos”, afirma Mário Velindro, presidente do ISEC.

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC e a Universidade Lusófona (UL) irão criar um centro de investigação e desenvolvimento (I&D) dedicado – entre outras áreas relacionadas com a gestão e manutenção industrial –à gestão de ativos físicos: itens tangíveis como equipamentos, ferramentas, máquinas e infraestruturas que exigem manutenção e atualizações.

“Esta é uma das áreas onde as empresas dos mais variados setores estão extremamente carenciadas de licenciados, mestres e doutorados”, afirma Manuel Damásio, presidente da Universidade Lusófona

Resultado da colaboração que as duas instituições mantêm há vários anos, o novo centro de investigação terá inicialmente dois polos, um em Lisboa e outro em Coimbra, mas “com perspetiva de ser alargado a outras entidades –quer em Portugal como no estrangeiro”, antecipa Mário Velindro, presidente do ISEC.

Segundo José Oliveira Santos, a colaboração entre as duas instituições irá servir para “aprofundar uma cooperação científica e intensificar as publicações de resultados obtidos. Iremos intensificar a ligação às entidades do nosso tecido industrial de transportes e de serviços, nomeadamente no sector da saúde, e contribuir para a inovação tecnológica, gerando patentes e levando para o mercado produtos e sistemas inovadores em diversas áreas.”

A gestão de ativos físicos é “especialmente importante para o desempenho de qualquer empresa e, em particular, para as organizações com grandes investimentos neste tipo de ativos. A sua gestão deve ser ponderada para que cada ativo tenha o desempenho desejado e para que os empresários estabeleçam prioridades e não corram riscos desnecessários”, afirma Mário Velindro.

“É hoje reconhecido que a gestão de ativos físicos tem um papel-chave na liderança e no desenvolvimento das organizações. As soluções de engenharia e a gestão estratégica integrada de ativos físicos irão ajudar a encontrar as melhores soluções para atender à natureza e aos desafios das organizações e da sociedade”, conclui José Oliveira Santos.

O centro de I&D será partilhado por docentes e alunos do ISEC e da UL, entre Coimbra e Lisboa, e deverá arrancar no último trimestre deste ano – 2022.

 

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: