20.6 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Setembro 28, 2020
No menu items!
Início Nacional Stock de bicicletas esgotou em Portugal no final de julho

Stock de bicicletas esgotou em Portugal no final de julho

CAUSAS PRINCIPAIS SÃO O MEDO DE CONTÁGIO, MANTER FORMA FÍSICA E EVITAR RECINTOS FECHADOS

O stock de bicicletas esgotou em Portugal no final de Julho passado, graças a uma procura desenfreada dos portugueses por aquele produto, que cresceu 500% depois do desconfinamento, revelou hoje o KuantoKusta (KK) após uma análise sobre a procura/aquisição deste tipo de veículo entre maio e final de julho.

Segundo o maior comparador de preços em Portugal, a causa principal é o medo de contágio por Covid-19, mas também uma das opções preferidas para os portugueses manterem a forma física e evitarem os ginásios.

“Acreditamos que estamos perante um produto com novos adeptos e que em si mobiliza novas atitudes, sobretudo pelas suas características ecológicas e saudáveis”, afirma Paulo Pimenta, CEO do KK.

A análise dita uma nova tendência em termos de preferência de meios de transporte, e esta procura revela que a bicicleta não é só uma forma de deslocação mais segura, como também é uma ótima alternativa para todos que querem evitar recintos fechados para a prática de desporto.

A análise informa ainda que as bicicletas modelos BTT (todo-o-terreno), versáteis e adaptadas à rodagem em todo o tipo de pisos, são as mais procuradas por clientes do sexo masculino, do grupo etário entre os 25 e 44 anos, e confirma que a tendência veio para ficar.

“A procura continuará em alta nos próximos meses, havendo um abrandamento nos meses de inverno. Mas o surgimento de iniciativas públicas para fomentar este tipo de deslocação mostra que a procura continuará elevada”, antecipa o mesmo responsável.

O que acontece lá fora e em Portugal?

Em França, o governo criou um fundo que prevê subsídio de reparo de bicicletas antigas e um financiamento para aquisição de bicicletas elétricas novas.

No Reino Unido e em Itália, as autoridades estão a criar quilómetros e quilómetros de ciclovias.

Em Portugal, a Câmara de Lisboa promove incentivos para compra de bicicletas de diversas categorias, e o país mantém-se no ranking de segundo maior exportador do produto na Europa.

“Há uma procura bastante elevada por este tipo de produto e a oferta escasseia. É expectável que a oferta aumente nas próximas semanas, uma vez que a produção nas principais fábricas da área começa a dar respostas aos pedidos”, conclui Paulo Pimenta.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Pavilhão gimnodesportivo da ESE-IPCB com cobertura reparada

Os presidentes do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), António Fernandes, e do município albicastrense, José Augusto Alves, estiveram de visita às...

EUA/Eleições: Jornal Washington Post declara apoio ao democrata Joe Biden

O jornal de referência Washington Post declarou hoje o seu apoio ao candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, para derrotar...

Leiria: Entrega do galardão Empresa Gazela 2019 no dia 2 de outubro

Dado o atual contexto de pandemia, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) não realizará este ano, como habitualmente,...

Museu do Fundão premiado pelo Ibermuseus

O “Museu Arqueológico Municipal José Monteiro, do Fundão foi a único museu português a ser distinguido na  11ª edição do Prémio Ibermuseus de Educação pelo...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: